História

Um breve histórico do PPGBV                      

Em agosto de 2004, para atender as demandas das áreas básicas e aplicadas específicas da Botânica, o Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal (PPGBV) foi implantado. PPGBV tem formado alunos da própria UFMS e de outras universidades de Mato Grosso do Sul como a Universidade Católica Dom Bosco, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul e a Anhanguera-UNIDERP. Alunos oriundos de IES de outros estados brasileiros (como Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo) também realizaram seu mestrado no PPGBV, atraídos pelo potencial de estudo de formações vegetacionais que, no Brasil, são praticamente restritas ao Mato Grosso do Sul (MS). Nos últimos anos, o curso também tem despertado o interesse de estudantes de outros países da América do Sul e da África, e discentes de países como o Paraguai, Perú, Bolívia, Colômbia e Moçambique concluíram ou estão concluindo suas dissertações no PPGBV.

Por meio do esforço empregado pelos docentes do PPGBV para a implantação de sua infraestrutura, com a captação de recursos internos e externos à UFMS, o programa conta hoje com laboratórios e equipamentos adequados à produção científica qualificada. Considerando todos os projetos de pesquisa, ensino e extensão vigentes no quadriênio 2013-2016 foram aprovados mais 10 milhões de reais. Estas mudanças impactaram diretamente a produção dos docentes do PPGBV e, como resultado, houve o aumento no número de docentes bolsistas produtividade CNPq: até 2012 eram três, e atualmente nós temos oito professores são contemplados, sendo sete do quadro de Docentes Permanentes. Todos os novos bolsistas produtividade já eram docentes do quadro permanente do programa, fato que indica a eficiência das melhorias implantadas para o desenvolvimento e a divulgação das pesquisa científicas realizadas no MS.

Nos últimos anos, além das melhorias na infraestrutura, a contratação de novos professores pela UFMS permitiu a expansão das temáticas desenvolvidas em cada linha de pesquisa. Além disso, possibilitou a diminuição da carga horária anual na graduação dos professores do curso, influenciando diretamente sua capacidade produtiva, a qualidade das orientações e o desenvolvimento dos projetos de pesquisa. Entre as recentes contratações na área de Botânica da UFMS no quadriênio 2013-2016 estão a dos professores Adriano Afonso Spielmann (Taxonomia e Florística de Fungos) e Flávio Macedo Alves (Taxonomia, Filogenia e Florística de Angiospermas). Ambos foram credenciados ao PPGBV em 2013 como forma de integrá-los a pós-graduação, possibilitando a orientação de alunos e o pleno desenvolvimento de seus projetos. A Dra. Letícia Couto Garcia (Ecofisiologia vegetal), que foi no PPGBV professora visitante nos anos de 2014 e 2015, foi contratada em Agosto de 2016 como professora  pela UFMS e, portanto, alterado seu vínculo com o PPGBV para Docente Permanente.

 

Recomendação do Curso OFÍCIO Nº 10/2004/CTC/CAPES – Conceito 3 (Quadriênio 2013-2016)